sábado, agosto 17, 2013

O filho do Tupã

Eu tinha uma pequena ressalva quando ao filho do Tupã que me apareceu fácil demais. Saímos na noite de quarta-feira e eu tinha tomado umas quatro doses de whisky. Pra quem diminuiu (muito) o rimo e a quantidade de bebida, essas quatro doses me serviram pra deixar muito animado. O busquei em casa e meu alerta disparou quando ele entrou e disparou "que carrão" e me deu logo um beijo. Respondi que o carro não era meu, era emprestado, que eu não tinha carro. Fiquei super cabreiro com isso, uma coisa é eu querer dar um presente, outra coisa é me sentir coagido.

Diferente da outra vez, ele não me pegou de jeito ao chegar no motel. Tirou a roupa e se deitou na cama, comecei a cheirá-lo e perguntei sobre esse cheiro de neném. "usei Johnson & Johnson pra você", podem dizer que é nóia minha, mas naquela hora achei que ele quis me chamar de velho. Continuei beijando, acariciando, sugando seus mamilos. O alerta veio de novo quando ele viu meu relógio e disse "adoro relógios, de que marca é esse?". Ignorei. Passei a lamber seus mamilos com intensidade e deslizei minha língua por sua barriga e umbigo e passei a chupar seu pau. Ele segurou a minha cabeça guiando o vai e vem, seu pau passou de meia bomba para duro e ereto. Lambi seus testículos e com um movimento rápido e forte o virei de bruços, ele exclamou uma surpresa. Abri sua bunda e enfiei minha língua, chupando e lambendo, Tupãzinho apenas me chamava de safado.

Mordi sua bunda e fui lambendo e beijando até sua nuca e orelha e pedi pra ele meter. O rapaz se levantou pegou a camisinha, colocou, pegou gel e passou no meu rabo dando leves batidinhas na minha bunda. Passou a esfregar a cabeça do seu pau na minha bunda e tentar enfiar. Reclamou que eu era apertado demais e deu uma estocada que me fez dar um grito, mas meteu. Passou três minutos bombando dentro de mim, dando leves palmadas, quando gritou "mexe vagabunda". Ok, ali morreu. Eu virei e disse "me respeite". Eu gosto de ser chamado de safado, mas de vagabundo e ainda mais no feminino, não aceito. Trabalho feito um condenado. Após meu carão, ele segurou minha bunda com as duas mãos, deu algumas estocadas e anunciou que ia gozar e foi pro banho (onde bati essa foto. Sim, ele tem uma bunda MARA), fui ao banho também, me lavei, me enxuguei e me vesti.

Pedi a conta, paguei. Entramos no carro e fui deixá-lo em casa. No caminho, o terceiro alerta, o garoto perguntou se eu não podia parcelar no meu cartão um Galaxy IV pra ele. Já disse isso aqui uma vez, que eu escuto meu sexto sentido, mas senti o impulso de não cortar ali. Perguntei como ele ia me pagar e ele disse que eu parcelasse em três vezes. Hoje fui na loja em que ele falou que tinha promoção e liguei dizendo que meu cartão não passou. Ele disse que estava triste e eu disse que não tinha o que fazer, mas que sentia muito. PRÓXIMO!

12 comentários:

Paulo Roberto Figueiredo Braccini . Bratz disse...

pelo menos ele não te roubou ... saiu no lucro ... nunca despreze seus sentidos querido eles nunca falham ...

beijão

Margot disse...

A fila anda. Próximo!!!

Abraços

FOXX disse...

Ih, esse é atrevido mesmo!
mas já passei por coisas assim também. O negócio é cortar rápido.

Sam Peregrine disse...

Estou gostando da forma como você está encarando a vida agora. Parabéns!

Fred disse...

Chama o próximo mesmo... hehehe!

Hubsaga disse...

Olha, demorei muito tempo pra fazer um comentário aqui.. encontrei seu blog por acaso e há mais de um ano venho lendo, acho que de tão interessante li todos os posts.
Me identifico com sua vida, e é como se já te conhecesse, todo dia acesso só pra ver se há um novo post sobre sua vida.
Apesar de não nós conhecermos, torço muito por você, tanto na sua vida financeira, amorosa... espero que um dia encontre alguém que te faça feliz.
Obrigado por compartilhar suas experiências, me ajudou e continua, afinal sou mais um cara dentro de um armário.
Abraços.

O Rei do Drama disse...

Queridos Bratz, Margot, Foxx, Fred e Sam, obrigado.

Hubsaga, infelizmente vc não tem nem blog e nem e-mail para eu agradecer pelo seu carinho e trocarmos mais ideias. Obrigado por comentar, obrigado por me seguir e ler meus dramas e, mais ainda, obrigado por torcer por mim.

beijos

Alguém Por Aí disse...

Querido, se voce passar o novo iPhone no seu cartão pra mim eu te levo no Daime. Brincadeira!! Hehehe Bem, de onde voce é? estou louco para repetir a experiência. Bjs

Fred disse...

Mau agouro é óooooteeeemooooo! Bjs, sumidito!

Homossexual e Pai disse...

Fica esperto mesmo! as vezes nossas carências podem nos deixar meio entorpecidos...

PORAQUIESO disse...

Oi... Gostei da reação mas vc achou um espertinho pela frente hein.
Abraços

Dernier Évolo disse...

"Sentia muito , PRÓXIMO" Putz que cara mais sem noção...